10 de janeiro de 2019
Abençoe a sua colheita

Jornal ABC - 06/01, por JFBF

Pronto, 2018 ficou para trás. E você, assim como eu, deve estar aliviado. Mas não olhe para esse ano e suas experiências “interessantes” com desamor. Sabemos que foi um ano difícil, mas certamente muitas coisas deram certo e vão germinar pelos próximos anos de forma positiva na sua vida. Sabe aquela famosa frase: “agora eu entendo o porquê passei por isso”, “Deus escreve certo por linhas tortas”? Eu acredito que nada nos acontece por acaso e que tudo é para o nosso desenvolvimento. Portanto, não defina todo o cesto por alguns frutos ruins que ali estão. Nem tudo é como queremos, mas também nem tudo está totalmente errado. Muita coisa aconteceu para você por que um dia você quis assim, seja por uma atitude, seja por uma permissão, seja por um aprendizado que você precisa ter para viver algo maior ali na frente. Seja grato. Nenhuma colheita é 100% boa e nenhuma colheita é 100% ruim. Imagine comigo: um produtor colhe trinta caixas de laranjas. Você sabe, por lógica, que nem todas as laranjas que estão nas caixas são boas, certo? E o trabalho desse homem é separar o que ele julga serem frutas boas, das que não estão perfeitas.  Mas se o homem observa que em determinada caixa há mais laranjas em mau estado do que em boas condições, é certo se revoltar e acabar com a árvore que a produziu? Claro que não! O produtor vai cuidar com mais atenção daquela árvore para que na próxima colheita a laranjeira produza frutos melhores. Quando percebemos que em nossos cestos temos muitos frutos desagradáveis, não devemos desprezar a árvore e nem tão pouco culpá-la por isso. Porque uma árvore que produz frutos ruins merece ser melhor cuidada e não destruída. Da mesma forma, se não foi possível produzir a melhor safra nesse ano, não podemos desanimar ou ficar culpados, ressaltando nossos defeitos. Devemos sim, ser mais atentos e amorosos conosco e com as nossas vidas para evitar reviver a mesma experiência. Cabe lembrar que você, assim como uma árvore gera frutos diariamente, sejam bons ou ruins e que esses frutos possuem sementes que geraram novas árvores, milhares de novos frutos e alimentam muitas vidas. Valorize essa história de vida. Sempre há uma semente boa, que pode gerar bons frutos, mesmo em uma experiência negativa. Pode ser um aprendizado, pode ser um livramento, pode ser um desvio que lá na frente entenderemos o motivo. Procure olhar para o ano que passou. Identifique os momentos felizes e seja grato. Por outro lado, relacione os momentos difíceis e procure identificar humildemente qual é a sua parcela de responsabilidade que originou aquele processo. A partir daí, aceite o aprendizado e cresça com ele. Tenha um ano de 2019 repleto de aprendizados e uma colheita farta de tudo o que você plantou em 2018.