07 de novembro de 2019
Nova central única de dados de tabelionatos completa primeiro mês em nova sede

O Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal (CNB/CF) iniciou, no dia 07 de outubro, a operação da nova fase da Central Notarial de Serviços Eletrônicos Compartilhados (Censec 2.0) em sua recém-inaugurada sede, em Brasília/DF. Nos primeiros 30 dias da nova versão da plataforma, o sistema recebeu cerca de 60 mil acessos e 35 mil usuários no serviço de Busca Testamento.

Mantida pelo CNB/CF e sem nenhum custo para o Conselho Nacional de Justiça ou nenhum outro órgão governamental, a Censec 2.0 centraliza todas as informações respeito da lavratura de atos notariais relativos a escrituras públicas, procurações públicas e testamentos públicos, inclusive inventário, partilha, separação consensual e divórcio consensual, em cumprimento ao provimento nº 18/2012 do CNJ, que determina que todos os Tabeliães de Notas e Oficiais de Registro que pratiquem atos notariais enviem seus dados à central. Além dos Tabeliães, podem acessar a Censec 2.0 diversos membros do Poder Judiciário e Executivo em casos estabelecidos na lei.

O provimento nº 18/2012 do CNJ determina que todos os tabeliães devam transmitir seus atos notariais quinzenalmente à Censec, e a nova versão foi colocada em funcionamento sem prejuízo ao serviço que já vem ocorrendo há cerca de sete anos. Segundo o presidente do CNB/CF, Paulo Roberto Gaiger Ferreira, o balanço do primeiro mês na nova Censec 2.0 foi muito positivo, “houve uma excelente colaboração de todos os usuários do sistema e empresas desenvolvedoras de software para cartórios, além da resiliência e prontidão da equipe do CNB/CF para atingirmos um nível de operação bastante estável e esperado para este período de implantação”, destacou.

Até 2019, a Censec já foi consultada por mais de 20 mil autoridades e, agora, na nova versão 2.0, está mais intuitiva e moderna a partir de um módulo de fácil conversação com os sistemas de gestão dos cartórios espalhados pelo País. “Buscamos disponibilizar aos tabeliães facilidades para transmitirem seus atos apresentando o resultado do processamento das cargas quase instantaneamente”, relata o diretor de tecnologia do CNB/CF, Marcos de Paola.

A Censec 2.0 representa o notariado integrado para o futuro. O sistema é um grande banco de dados com o objetivo de unificar os dados sobre documentos lavrados em tabelionatos por todo o território nacional e visa colaborar com a inteligência em dados e redução da burocracia no Brasil.

Website: https://www.notariado.org.br/

Disponível em: